22.6.09

O Argentino Tomas Oberst





Surfer: Tomas Oberst
Fotos: Juan Piccolo


Conheci o Tomas Oberst numa visita que ele e seus companheiros do Instituto Ilhas do Brasil fizeram à minha fábrica, com intuito de conhecer esta alternativa de bloco de pranchas de surf de madeira.

Um dos projetos deste instituto, é conhecer e difundir uma gama de alternativas aos materiais utilizados à décadas, na fabricação de pranchas, não só por motivos ecológicos, mas pela agressão que estes produtos causam a saúde das pessoas que os fabricam. Esta semana eles iriam dar início a alguns testes com uma resina vegetal, atóxica e sem cheiro.

O Tomas está dando início a uma fábrica de quilhas de encaixe de madeira, por isso, já que eu iria ao sul da ilha, fui conhecer seu trabalho e aproveitamos para surfar juntos no sábado pela manha até sermos expulsos da água pelos pescadores. Mas tudo bem, já tínhamos surfado bastante.

Neste surf, emprestei minha prancha para o Tomas e ele já saiu fazendo uns hang fives e mostrou uma boa base do longboard clássico. Quem mora em Florianópolis entende meu espanto. Aqui na ilha os longboarders praticamente não existem. Os poucos que existem, surfam de longboard como se fossem shortboards.

Achar um longboarder deste nível em Florianópolis, é mais ou menos como achar uma agulha num palheiro. Argentino entonces...

Vídeo: Juan Piccolo



Comentários
3 Comentários

3 comentários:

  1. Boa Felipe!!! Gostei muito de tuas pranchas, son muito tecnicas e acho que tudo longboarder deveria ter uma no seu quiver...
    Abraco desde os mares do sul!
    Tomas

    ResponderExcluir
  2. Quiii nada! É como achar um bloco de gelo no deserto! To falando que precimos reunir esses tipos de pessoas pra fzer o "clube" ahaha! Cada surfista ja teve o gosto de ser expulso pelos simpáticos pescadores!

    ResponderExcluir
  3. Belo video Filipe. Mais um fã de suas pranchas.

    Quando vêm para Portugal?

    Abraço

    ResponderExcluir