18.1.11

Minha coluna na Revista Parafina: Janeiro de 2011

De certa forma, uma continuidade do assunto da última coluna. Vá no índice e clique em SIEBERT:





Felipe Siebert

Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Muito bom o artigo Felipe, parabéns!!!
    A comparação que você faz entre o surf e as atitudes na vida é perfeita, pois uma coisa não está desconectada da outra. E o que percebo é que a maior parte das pessoas (surfistas ou não) preferem não expandir as possibilidades e acabam não se permitindo curtir um esporte ou um prazer (e porque não dizer, ambos) em sua plenitude.

    Aloha Mahalo

    ResponderExcluir
  2. Muito bom felipe.
    è bem verdade e não é só no Brasil. Aqui é igual.

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Fala Felipe legal o texto da coluna. Também bato nessa tecla de de ao menos experimentar outras pranchas outros shapes no minimo. Insisto para os meus clientes mudarem o shape ao menos um pouco surfar com outros modelos,porque muitos reproduzem a mesma prancha milhares de vezes no intuito de evoluir, quando acredito mesmo é que limita.
    Alias, sei que o Jaime é competidor tem que treinar e tal, mas vou insistir para ele dar umas quedas de pranchinha também kkkk está sempre na agua quebrando mas tá sempre de long. E vc cai de pranchinha pra variar????

    abs.
    Leandro

    ResponderExcluir
  4. até hoje! tenho minha triquilha de espuma no quiver para dias mais cavados e maiores. Surfei muito tempo de pranchinha e ainda surfo :)

    ResponderExcluir
  5. muito boa !!
    saludos desde Chile....

    ResponderExcluir